<< Voltar para todas as notícias


Políticas de Segurança, você sabe o que são?

Sendo a informação o bem mais valioso das empresas, na atualidade, os empresários vêm buscando estabelecer políticas de segurança, para proteger os dados empresariais. A maioria dos incidentes de segurança é causada por falhas humanas do pessoal interno da empresa. Falhas que podem ser evitadas se os funcionários seguirem algumas normas de segurança.

As políticas de segurança são diferentes para cada empresa, moldando-se às necessidades de segurança da empresa. A política de segurança ajuda a estabelecer normas para a utilização da Tecnologia da Informação e, conseqüentemente, diminui o risco de acidentes que provoquem furto ou perda das informações da empresa.

Para se ter uma política de segurança eficaz, primeiro, deve-se analisar o que precisa ser protegido dentro da empresa. Quais são as informações que não podem ser furtadas ou perdidas. As informações que podem comprometer o trabalho da empresa. Seguinte, deve-se criar regras para a utilização dos programas e sistemas que envolvam essas informações

Dentro desse mesmo cenário é importante estabelecer normas de permissões de acesso. São elas que vão dizer que usuário pode acessar que áreas dentro da rede ou dos programas, evitando que toda a informação da empresa fique exposta.

Uma das políticas de segurança mais usadas e confiáveis é o backup. Em caso de perda de dados do disco rígido, é o backup que recupera a informação perdida. O backup pode “salvar” o trabalho em diversos casos, como a danificação de arquivos, roubo, apagar ficheiros acidentalmente, vírus destrutivos ou até mesmo desastres naturais. Os backups possibilitam a recuperação de arquivos individuais ou sistemas de arquivos inteiros e, preferencialmente, não devem ser guardados na própria máquina e precisam ser verificados antes de serem guardados, para evitar que estejam corrompidos.

Já nos computadores que usam servidores dedicados ou compartilhados para se comunicarem com a rede, é muito comum o uso do chamado “servidor plano b”. Em situações críticas, onde as máquinas não podem parar por muito tempo, é configurado um servidor reserva, igual ao servidor usado, e, caso o servidor padrão pare de funcionar por algum defeito físico ou lógico, o trabalho da rede é todo passado para o servidor reserva. Que realiza as funções até que o servidor esteja consertado, tornando o trabalho ininterrupto e evitando possíveis perdas de dados.

Existem também proteções contra ameaças virtuais, como firewalls e anti-vírus. O Firewall controla o tráfego de dados entre o computador e a internet, ele rastreia tanto o IP de origem como o de destino e permite somente a transmissão de dados autorizados. Evitando assim que o usuário seja pego de surpresa e acabe entrando em um lugar indesejado. Já o anti-vírus age quando o equipamento é infectado, localizando os arquivos corrompidos e retirando as ameaças.

Serão essas atitudes que vão determinar a segurança das informações da sua empresa. Dando ao gerenciador confiança para continuar o trabalho tranquilamente.


Escrito por: Salt | 11/04/12 | 0 comentários. | Categoria: Notícias